Vai ao cabeleireiro? Peça um alisamento orgânico!

/, Tratamentos de cabelo/Vai ao cabeleireiro? Peça um alisamento orgânico!

Alisar o cabelo de forma natural

Os cabelos lisos são considerados um padrão de beleza e por isso os alisamentos são tão procurados. Contudo, saiba que alguns dos procedimentos utilizados podem provocar danos aos cabelos e mesmo à sua saúde. Para evitar riscos desnecessários, o alisamento orgânico surge como uma alternativa natural, segura e eficaz.

Alisamento, mas sem formol!

O alerta da Direção-Geral da Saúde (DGS) já vem de 2013: A utilização de produtos para desfrisar/alisar o cabelo contendo formaldeído (ou formol) numa concentração superior ao limite máximo permitido pela legislação europeia “pode ter riscos graves para a saúde”.

Segundo aquele organismo, o formol, aplicado através de “ferros de alisamento” que, ao aquecer, provocam a sua vaporização, comprometem a segurança dos clientes e dos profissionais.

O principal efeito da exposição ao formol acima do limite permitido é a irritação, em especial do trato respiratório. Queimaduras, inchaço, vermelhidão, descamação do couro cabeludo e queda de cabelo são outros dos efeitos resultantes do seu contacto direto com a pele. Por fim, a inalação crónica e prolongada do formal pode conduzir a náuseas, vómitos, desmaios e ao aumento risco de cancro nas vias aéreas superiores, lê-se na circular da DGS.

O alisamento orgânico é uma solução segura e eficaz

Em função da toxicidade do formol é recomendado o alisamento com procedimentos naturais.

O alisamento orgânico, no qual os produtos utilizados são de origem vegetal, sem substâncias de origem animal ou testes de eficácia que os envolva, é, por isso, uma alternativa segura e eficaz.

Através de substâncias naturais, como os taninos – polifenóis de origem vegetal obtidos da casca da uva macerada –  é permitida uma “modelagem” do cabelo, conferindo-lhe um aspecto natural, com muito mais maleabilidade, brilho e resistência.

Diferenças entre o alisamento tradicional e o alisamento orgânico

  • O alisamento orgânico não usa formol ou derivados como acontece no alisamento tradicional. E, como tal, não oferece riscos para a saúde.
  • O alisamento orgânico não quebra as pontes cistínicas da queratina e, por isso, não requer neutralização nem acarreta modificação definitiva da genética original dos fios de cabelo.
  • Ao contrário do alisamento tradicional, o alisamento orgânico é compatível com qualquer tipo de cabelo, inclusive cabelos loiros.
  • O alisamento orgânico permite o conforto na aplicação, sem ardência nos olhos e vias respiratórias. O mesmo já não acontece com o alisamento tradicional.
  • O alisamento com ativos vegetais, ao contrário do alisamento com formol, utiliza produtos naturais testados dermatologicamente e sem conservantes químicos.